quinta-feira, 17 de setembro de 2009

--


Irreplaceable


Cada pessoa é, certamente, insubstituível. Às vezes eu fico pensando nas muitas que passam por nós todos os dias; A maioria delas funciona como figurante em nossa história, como as pessoas que vemos (ou nem sempre) nas ruas por onde andamos, nos ônibus que pegamos. Outras permanecem e participam mais do nosso dia a dia, trocamos palavras na escola ou no trabalho, mas ainda sim elas vem e vão sem deixar nada marcante na gente. Mas quase nunca paramos para pensar que elas tem uma personalidade e uma história que não conhecemos e que, sem perceber, cada um de nós é também coadjuvante no filme da vida dos outros. Talvez até nas cenas principais. Quem sabe estivemos presentes no momento em que seus sonhos foram destruídos, em que elas questionavam todos os valores que as definiram até ali, que perderam alguém importante ou que encontraram um grande amor... Fazemos parte de tudo isso a todo momento, sem nem saber de verdade quem são aqueles, tudo o que passaram, como vivem, o que pensam e o que sentem.

Mas e se fossem exatamente essas pessoas que mudariam todo o curso da nossa vida ? E se fossem elas que com suas experiências, seu jeito de ser poderiam nos ajudar a enfrentar nossos problemas e nos fazer bem ? De todas as pessoas que vemos em nosso caminho diariamente, de quantas gravamos o rosto, conversamos ? Pouquíssimas. Com quantas mantivemos contato ? Nenhuma. (salvo raríssimas exceções) Isso não causa um medo ou, no mínimo, um sentimento de impotência de não poder conduzir seu próprio destino ?

De alguns bilhões de almas que existem no Mundo, cada uma é inquestionavelmente única. Não que haja alguém "perfeito" para outro alguém, mas e se as características que fazem das pessoas únicas fossem as qualidades que você mais valoriza, e os defeitos suportáveis para você ? E se as pessoas que deveríamos levar conosco passarem muito rápido, de maneira que não consigamos percebê-las ? E se elas nem passarem ? É suficiente e não os agoniza confiar apenas no acaso para mandar ou não as pessoas exatas que poderiam realmente dar uma virada na vida da gente e em que circunstâncias mandá-las ? Porque cada pessoa é, certamente, insubstituível...


--

2 comentários:

Edilaine disse...

Concordo plenamente!!!
Adorei seu texto, kda pessoa realmente é única...

Black and White disse...

Adorei seu blog, vc escreve muito bem e faz quem lê refletir mesmo! Fala ate verdades que agente nunca percebe! Ja to seguindo (:
Se quiser da uma olhadinha no meu blog é http://doiderasdeumasextaanoite.blogspot.com, se gostar e quiser comentar/seguir (: